Please reload

SUSTENTABILIDADE - A COLHEITA E A COLETA DE ALIMENTOS

30 Jan 2018

 

Segundo uma estimativa do Instituto Akatu, 41 mil toneladas de alimentos são desperdiçados diariamente no Brasil. O país foi colocado pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), na lista dos 10 países que mais desperdiçam comida em todo mundo.  Segundo a coordenação de nutrição da ONG Banco de Alimentação, essa quantidade de comida jogada fora seria suficiente para alimentar 25 milhões de pessoas.


Paradoxalmente, um release divulgado em julho do ano passado, (2017), sobre o desempenho brasileiro no que diz respeito ao cumprimento dos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável da agenda ONU para 2030, mais especificamente o de erradicação da fome, revelou que o país corre riscos de voltar ao Mapa da Fome, do qual saiu em 2014. Estão nesse Indicador os países que têm mais de 5% da população ingerindo uma quantidade diária de calorias inferior ao recomendado.A fome é uma consequência da pobreza extrema, por isso muitos atribuem essa tendência a fatores como, a PEC que congelou os gastos públicos por 20 anos, a situação de desemprego que atingiu  mais de 14 milhões de brasileiros e o corte de programas como o bolsa família, que causam pioras na desigualdade social e na pobreza.

 

 No Rio de Janeiro, foi criado o programa Hortas Cariocas com o objetivo de aproveitar áreas próximas a comunidades carentes para o plantio orgânico de verduras e hortaliças, gerando mão de obra local, em sistema de mutirão remunerado e renda para a comunidade. A produção mensal é de aproximadamente 9 mil quilos de alimentos, que beneficiam cerca de 10 mil pessoas que consomem as hortaliças produzidas. A horta de Manguinhos já é considerada a maior horta comunitária da América Latina, com 300 canteiros e outros 160 em produção. O projeto estimula a economia local, a preservação do meio ambiente e toda a primeira produção dos alimentos é destinada a pessoas mais necessitadas.

 

Foi criado também com a intenção de reduzir desperdícios o aplicativo Comida Invisível, que conecta restaurantes, bares, empórios e pequenos mercados que queiram doar alimentos, com creches, ONGs e instituições que precisam de alimentos. No aplicativo estão incluídas normas que regulamentam as transações com alimentos, caso as duas partes aceitem a concretização da doação. Quem recebe um alimento se compromete a manipulá-lo de forma responsável. Para se cadastrar, é necessário treinamento online sobre armazenamento e preparo de alimentos, segundo as normas da ANVISA. Ao ser cadastrada, a doação aparece como disponível para as entidades que distribuem ou preparam comida localizada nas proximidades. Se uma doação é aceita no sistema, o doador confirma se haverá entrega ou se vai aguardar a retirada. 

 

Iniciativas sustentáveis são de fato necessárias, mas é inspirador para a população e para as empresas locais, verem de perto como ser sustentável é a solução para muitos dos nosso problemas sociais e econômicos, e principalmente, mesmo que demore um pouco a sustentábilidade é sempre um investimento rentável, um investimento em nós mesmos, no que se refere as nossas condições de vida. Não existe cuidado com o meio ambiente que não gere retorno para a qualidade da vida humana.

 

Share on Facebook
Please reload

Voltar para o início