Please reload

APADRINHE - OS LAÇOS SÃO MAIS IMPORTANTES QUE OS PRESENTES

15 Dec 2017

 

 

 O natal está chegando e muitas empresas se preparam para as festas e confraternizações. De fato, comemorar um ano inteiro de trabalho duro e reunir os funcionários em um momento fraterno é  muito importante.  Mas enquanto isso, muitas pessoas carentes de cuidados, em situação de vulnerabilidade social, para quem muitas vezes, nós como empresas prometemos incluir  nosso conjunto de valores e de éticas, de forma que englobem o bem estar dessas pessoas, precisam de nossa atenção. Pensando na transformação positiva que podem  fazer em uma comunidade, muitas empresas aderem a programas de apadrinhamento de idosos e crianças que há muito foram afastados de seus ambientes familiares.

 

 Existem muitas formas de apadrinhar uma criança ou um idoso, depende da instituição escolhida para receber esse ato solidário. Os orfanatos, instituições infantis e asilos se organizam no natal para receber contribuições dos funcionários de empresas, oferecendo alternativas palpáveis para esse amparo. O apadrinhamento de crianças no natal pode ser feito de diferentes modos, mas o mais usual é a doação de um kit de roupas e calçados para que as crianças passem o noite de natal, mais um brinquedo que elas vão ganhar nesse dia.  Já os lares dos idosos geralmente requisitam em primeiro lugar a visita, que é o maior presente que eles podem receber nessa época tão sensível do ano, em que  sentem saudades dos seus familiares.

 

 Claro que, as visitas também podem ser feita nos orfanatos e instituições infantis, e que os idosos também adoram ganhar presentes, porém o mais importante é o sentimento de acolhimento que as empresas podem oferecer para essas pessoas. Muitas vezes os serviços prestados, como algum suporte nas instalações da instituição são o que essas entidades carecem mais. O principal é colaborar de alguma forma para o bem estar da comunidade ao redor e ser exemplo, de modo a incentivar outras empresas e até mesmo indivíduos que têm condições, a se mobilizarem para tornar mais feliz o natal de muita gente que precisa desse estímulo.

 

 O fim do ano é um período em que geralmente o materialismo acaba se superpondo aos valores de união e solidariedade que a festa natalina transmite. Por isso, a conscientização e sensibilização sobre quem realmente precisa de apoio, muito mais atenção do que presentes, tanto dentro do ambiente empresarial quanto no familiar é essencial. Contudo, apesar de ser uma ótima oportunidade para reflexão e transformação, a ação solidária não pode ficar restrita ao natal. Quando uma empresa se prontifica a auxiliar o ano inteiro a vida de indivíduos da comunidade em que atua , se integra mais à mesma, de forma que é possível uma humanificação por empatia. Não se trata mais de uma empresa, mas de um corpo de funcionários que são pessoas dispostas a tornar melhor a vida de outras.

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Voltar para o início