Please reload

INCÊNDIO NA CHAPADA DOS VEADEIROS

6 Nov 2017

 

  Entre os dias 25 e 27 de setembro, mais de 150 líderes mundiais se reuniram na sede da ONU em Nova York para definir 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para os próximos 15 anos. O 13º objetivo é tomar medidas urgentes para combater a mudança climática e seus impactos e o 15º é proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, e assim gerir de forma sustentável as florestas, combatendo a desertificação, revertendo à degradação da terra e detendo a perda de biodiversidade local.


  Aumentou quase 50% em menos de 30 anos a quantidade de emissões globais de dióxido de carbono, o que contribui para o efeito estufa e consequentemente para as mudanças climáticas. Desde 1850 cada uma das últimas três décadas tem sido mais quente que a anterior. Sem nenhuma medida para evitar o efeito estufa, a previsão é que até o final do século 21, a temperatura mundial aumente 3ºC. Enquanto isso, devido à seca e desertificação anualmente são perdidos 23 hectares por minuto, 13 milhões de hectares de floresta ao ano. Florestas essas que são lar de mais de 80% de todas as espécies de animais, plantas e insetos terrestres.

 

  Um triste exemplo real disso é o incêndio que vem devastando o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, no estado de Goiás. Desde o dia 10 de outubro já foi destruído 28% da reserva ambiental, o que equivale a 68 mil campos de futebol. Além das queimadas, muitos animais morrem com a fumaça ou atropelados na rodovia enquanto fogem do fogo, entre eles vários em risco de extinção. Junto à brigada do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio),juntaram-se o PrevFogo - IBAMA, o Corpo de Bombeiros Militares do DF, moradores e guias voluntários, para tentarem dar conta de todos os focos das queimadas.


  O incêndio foi declarado criminoso e pode ser referenciado como uma forma de retaliação ao decreto em junho, que triplicou a área da reserva ambiental, transformando a Chapada dos Veadeiros na maior reserva de Cerrado do mundo. Muitos produtores e agricultores teriam ficado insatisfeitos com o aumento de 65 mil para 240 mil hectares de área do parque. O crescimento atendia a uma demanda de ambientalistas e cientistas de se criar uma proteção maior a uma área riquíssima do Cerrado, que abriga ao menos 34 espécies da fauna e 17 da flora ameaçadas de extinção.

 

   A taxa de incêndios florestais por causa da aridez da vegetação esse ano no país, cresceu 54% em relação à mesma taxa no ano de 2016. O sistema de monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) identificou 237 mil focos de incêndio no País entre 1º de janeiro e 23 de outubro de 2017. O turismos foi afetado, mas agentes afirmam que os pontos turísticos mais famosos não estão dentro da área do parque, portanto não foram afetados.

 

  O grupo Rede Contra o Fogo criado para reunir pessoas que pudessem ajudar de alguma forma aos combatentes do fogo, cresceu tanto mediante à urgência de arrecadar doações que seus voluntários se organizaram para formar um crowdfunding junto ao site Catarse definanciamento coletivo. O site já arrecadou cerca de R$ 454.350, contando até mesmo com doações internacionais. Personalidades famosas no Brasil e de outros países também estão fazendo campanhas nas redes sociais para captar não só doações, mas principalmente a atenção dos cidadãos e autoridades políticas para o problema, que tem escapado do olhar da mídia e da população. Gisele Bündchen, Reynaldo Gianecchini e Leonardo DiCaprio são alguns desses exemplos.
 

 As ODS têm validade até 2030, isto é, em teoria possuímos quase 15 anos pela frente para acertar as coisas e para aprender com os últimos erros. Empresas, institutos e organizações devem possuir suas responsabilidades socioambientais fortificadas e preparadas para assumir a frente de problemas ambientais que são causados direta ou indiretamente pelas ações humanas, só assim que estaremos perto de soluções viáveis e sustentáveis para o nosso ecossistema.

Share on Facebook
Please reload

Voltar para o início